terça-feira, 16 de outubro de 2012

Entrando no clima do Sarau Brinquelê - Poesias para todo mundo ler!

O relógio
Vinícius de moraes

Passa, tempo, tic-tac
Tic-tac, passa, hora
Chega logo, tic-tac
Tic- tac, e vai embora
Passa, tempo
Bem depressa
Não atrasa
Não demora
Que já estou cansado
Já perdi
Toda alegria
De fazer              
Meu tic-tac
Dia e noite
Noite e dia
Tic-tac
Tic-tac
Tic-tac


 
Escola
José Paulo Paes

Escola é o lugar aonde a gente vai quando não está de férias.
A chefe da escola é a diretora.
A diretora manda na professora.

A professora manda na gente.
A gente não manda em ninguém.
Só quando manda alguém plantar batata.

Além de fazer lição na escola, a gente tem de fazer lição de casa.
A professora leva nossa lição de casa para a casa dela e corrige.
Se a gente não errasse, a professora não precisava levar lição para casa.
Por isso é que a gente errra.
Embora não seja piano nem banco, a professora também dá notas.
Quem não tem notas boas, não passa de ano.
( Será que fica sempre com a mesma idade?)



2 comentários:

  1. Anderson Ricardo da Silva Costa16 de outubro de 2012 14:37

    Gostei muito das palavras escritas, pois hoje em dia são dificies de se escutar. Belo trabalho, continue assim.

    ResponderExcluir
  2. É isso mesmo, Anderson.
    Você percebe o jogo com as palavras no poema de Vinícios de Moraes? Bem legal, não é?! As crianças gostam disso, é divertido. O que falta é incentivo, e é exatamente por isso que estamos aqui: incentivar, nas crianças, a leitura literária.
    Obrigada.

    ResponderExcluir